Arquivos

Pinta & Nina Colección Especial Cabernet Sauvignon

SAFRA: 2019
REGIÃO: Vale do Maule – Chile
TIPO: Vinho Tinto, 100% Cabernet Sauvignon
ÁLCOOL: 13,0%

HISTÓRICO: Devido à localização dos vinhedos na pré-Cordilheira do Vale do Maule, os rótulos Pinta & Nina expressam muito bem o seu potencial aromático e de frescor. A fermentação e a maceração, pré e pós-fermentativas, são realizadas em tanques de inox de diferentes tamanhos, processos nos quais se mantém um rigoroso controle de temperatura. Nos tintos, a temperatura de fermentação é controlada entre 24 e 28ºC, com remontagens variadas em estilo e duração, dependendo das características de cada variedade, para extração de cor e polifenóis. A produtividade dos vinhedos é de 10 toneladas por hectare. Os vinhos são elaborados sob a hábil consultoria do enólogo neozelandês Duncan Killiner, com vasta experiência ao redor do mundo.

A linha Pinta & Nina homenageia o espírito indomável do homem e sua conexão com o vinho. A pintura no rótulo é obra da artista gaúcha Lucimar Predebon, em alusão à chegada em terras nunca desbravadas. Em tempos remotos os ventos sopravam de tão longe, levando as caravelas para mundos desconhecidos e desafiadores, abrindo novos horizontes… Uma modesta frotilha de três embarcações deixava Andaluzia, capitaneada por Colombo, cruzando o desconhecido Oceano Atlântico, chamado pelos antigos romanos de Mare Tenebrosum, o Mar das Trevas. Foi a bordo da Pinta que avistou-se pela primeira vez as terras do Novo Mundo, em 12 de outubro de 1492. Destinadas apenas para viagens de descobrimento, as caravelas Pinta e Nina, assim como Santa Maria, não levavam canhões e nem armas, mas podiam carregar até 100 barris de vinho. Sábia decisão!

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Apresenta cor vermelho escuro. O bouquet é de fruta madura, como morangos e ameixas, com toques de especiarias doces. Na boca, mostra-se frutado, sofisticado e rico, com amora e ameixa suculenta. Corpo médio, taninos macios, com bom volume e untuosidade, levando a um final agradável e elegante. Harmoniza muito bem com carnes vermelhas, caça, cordeiro, grelhados, ensopados e pratos com molhos fortes.

ENVELHECIMENTO: Pronto agora ou guardar por quatro anos.

Pinta & Nina Colección Especial Carmenére

SAFRA: 2019
REGIÃO: Vale do Maule – Chile
TIPO: Vinho Tinto, 100% Carmenére
ÁLCOOL: 13,0%

HISTÓRICO: Devido à localização dos vinhedos na pré-Cordilheira do Vale do Maule, os rótulos Pinta & Nina expressam muito bem o seu potencial aromático e de frescor. A fermentação e a maceração, pré e pós-fermentativas, são realizadas em tanques de inox de diferentes tamanhos, processos nos quais se mantém um rigoroso controle de temperatura. Nos tintos, a temperatura de fermentação é controlada entre 24 e 28ºC, com remontagens variadas em estilo e duração, dependendo das características de cada variedade, para extração de cor e polifenóis. A Carmenére é uma cepa de difícil cultivo e a produtividade dos vinhedos é de oito toneladas por hectare. Os vinhos são elaborados sob a hábil consultoria do enólogo neozelandês Duncan Killiner, com vasta experiência ao redor do mundo.

A linha Pinta & Nina homenageia o espírito indomável do homem e sua conexão com o vinho. A pintura no rótulo é obra da artista gaúcha Lucimar Predebon, em alusão à chegada em terras nunca desbravadas. Em tempos remotos os ventos sopravam de tão longe, levando as caravelas para mundos desconhecidos e desafiadores, abrindo novos horizontes… Uma modesta frotilha de três embarcações deixava Andaluzia, capitaneada por Colombo, cruzando o desconhecido Oceano Atlântico, chamado pelos antigos romanos de Mare Tenebrosum, o Mar das Trevas. Foi a bordo da Pinta que avistou-se pela primeira vez as terras do Novo Mundo, em 12 de outubro de 1492. Destinadas apenas para viagens de descobrimento, as caravelas Pinta e Nina, assim como Santa Maria, não levavam canhões e nem armas, mas podiam carregar até 100 barris de vinho. Sábia decisão!

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Apresenta sedutora cor roxo-vermelho. Destacam-se aromas intensos de frutas pretas e alcaçuz, juntamente com notas de especiarias, como pimenta preta. O paladar é longo e refrescante, com frutas delicadas e maduras e um toque de condimentos. Na boca apresenta corpo médio e taninos redondos, com bom volume, sendo um vinho com final agradável e elegante. Acompanha carnes defumadas, grelhadas ou assadas, frango, porco, cordeiro, carne bovina e vitela. Pelo seu caráter, a Carmenére combina perfeitamente com alguns pratos apimentados e queijos fortes e duros.

ENVELHECIMENTO: Pronto agora ou guardar por quatro anos.

Pinta & Nina Colección Especial Chardonnay

SAFRA: 2019
REGIÃO: Vale do Maule – Chile
TIPO: Vinho Branco, 100% Chardonnay
ÁLCOOL: 13,0%

HISTÓRICO: Devido à localização dos vinhedos na pré-cordilheira do Vale do Maule, os rótulos Pinta & Nina expressam muito bem o seu potencial aromático e de frescor. A fermentação e a maceração, pré e pós-fermentativas, são realizadas em tanques de inox de diferentes tamanhos, processos nos quais se mantém um rigoroso controle de temperatura. A fermentação acontece entre 12 a 14 graus para assegurar estas características. A produtividade do vinhedo é de 10 toneladas por hectare. Os vinhos são elaborados sob a hábil consultoria do enólogo neozelandês Duncan Killiner, com vasta experiência ao redor do mundo.

A linha Pinta & Nina homenageia o espírito indomável do homem e sua conexão com o vinho. A pintura no rótulo é obra da artista gaúcha Lucimar Predebon, em alusão à chegada em terras nunca desbravadas. Em tempos remotos os ventos sopravam de tão longe, levando as caravelas para mundos desconhecidos e desafiadores, abrindo novos horizontes… Uma modesta frotilha de três embarcações deixava Andaluzia, capitaneada por Colombo, cruzando o desconhecido Oceano Atlântico, chamado pelos antigos romanos de Mare Tenebrosum, o Mar das Trevas. Foi a bordo da Pinta que avistou-se pela primeira vez as terras do Novo Mundo, em 12 de outubro de 1492. Destinadas apenas para viagens de descobrimento, as caravelas Pinta e Nina, assim como Santa Maria, não levavam canhões e nem armas, mas podiam carregar até 100 barris de vinho. Sábia decisão!

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Amarelo brilhante com leve tom dourado, aromas cítricos fortes e toques minerais e de carvalho. Paladar fresco e frutado, de toranja e pêssego branco, com notas minerais e acidez equilibrada. Chardonnay elegante, bem estruturado e fácil de beber. Boa combinação com salmão grelhado com manteiga e sálvia.

ENVELHECIMENTO: Pronto agora ou guardar por três anos.