Arquivos

Cordilheira de Sant’Ana Tannat

SAFRA: 2007
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Tinto, 91% Tannat e 9% Merlot
ÁLCOOL: 14,0%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: O Tannat 2007 é um vinho rico em compostos fenólicos, de
boa acidez e estrutura. O seu longo repouso em barris de carvalho lhe concedeu
aromas de chocolate, baunilha e café torrado. O corte com Merlot tornou-o
harmônico ao paladar, assegurando-lhe a maciez necessária para o consumo, bem
como um toque arredondado e textura suave, porém sem perder sua personalidade
e opulência. É um vinho perfeito para guardar por muitos e muitos anos. Harmoniza carnes vermelhas como gado e cordeiro, carne de porco e caças variadas, pratos com molhos apimentados, além de queijos como Gouda, Ementhal e Parmesão. Além da
Medalha de Ouro, foi consagrado o melhor entre 40 rótulos nacionais de Tannat
na Grande Prova Vinhos do Brasil 2018, em Bento Gonçalves.

ENVELHECIMENTO: Este Tannat pode ter adegagem de até 25 anos.

Cordilheira de Sant’Ana
Cabernet Sauvignon

SAFRA: 2013
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Tinto, 100% Cabernet Sauvignon
ÁLCOOL: 12,2%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Este Cabernet Sauvignon tem um bouquet pronunciado, que lembra as flores de hibiscos, onde os aromas florais e cítricos são marcantes, combinado com algo herbáceo. Sua estadia longa, por 24 meses, em barris de carvalho francês e o corte com 2,5% de Tannat, concederam-lhe notas de alcaçuz e chocolate amargo. Tem boa estrutura, taninos delicados e corpo médio. Mostra sua personalidade ímpar à medida em que se alonga o tempo depois de aberto. Harmoniza com carnes vermelhas, cordeiros, frangos grelhados, coelho, pato e massas com molhos fortes. É também excelente para servir com queijos como Gorgonzola, Roquefort e Pecorino.

ENVELHECIMENTO: Mostra-se estruturado, complexo e perfeito para longa adegagem.

Cordilheira de Sant’Ana
Cabernet Sauvignon Reserva Especial

SAFRA: 2005
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Tinto, 100% Cabernet Sauvignon
ÁLCOOL: 13,2%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: O Cabernet Sauvignon tem um bouquet pronunciado, com aroma de frutas vermelhas e algo herbáceo. Seu sabor remete a anis, cravos e pimentões. Tem boa estrutura, taninos delicados e corpo médio. Mostra sua personalidade ímpar a medida em que se alonga o tempo depois de aberto. Estagiou por doze meses em carvalho francês. Faça harmonização com carnes vermelhas, cordeiros, frangos grelhados, coelho, pato e massas com molhos fortes. É também excelente para servir com queijos como Cheddar, Brie, Gorgonzola e Roquefort.

ENVELHECIMENTO: Como a safra 2005 foi a melhor da história da região da Campanha Gaúcha, os vinhos daquele ano ainda se mostram estruturados, complexos e perfeitos para longa adegagem.

Cordilheira de Sant’Ana
Touriga Nacional

SAFRA: 2014
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Tinto, 100% Touriga Nacional
ÁLCOOL: 12,1%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos. Originárias de Portugal, as uvas Touriga Nacional adaptaram-se perfeitamente ao solo e ao clima da região de Palomas.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Este Touriga Nacional é um vinho inconfundível, de forte personalidade. Impressiona pela cor violeta intensa e pelos aromas florais, com predominância para violeta, frutos silvestres maduros e resinosos. Na boca, os taninos são poderosos e robustos, mas ao mesmo tempo delicados, finos e elegantes.  Elaborado com vinificação tradicional, com temperatura de fermentação controlada entre 22 a 26ºC por 8 dias; macerado durante 12 dias; envelhecido 80% em barris de carvalho francês durante 15 meses. Harmoniza com risotos de funghi e de carnes, leitão assado, pato ao molho de damascos, aves e caças em geral cozidas no molho, além de queijos como cream cheese e gorgonzola. Também vai bem com alcachofras, salada de palmitos e figos maduros.

ENVELHECIMENTO: Tendo em vista seu teor de taninos, estima-se que possa ser guardado por até 15 anos.

Cordilheira de Sant’Ana Merlot

SAFRA: 2010
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Tinto, 100% Merlot
ÁLCOOL: 12,6%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos. A safra 2008 deste rótulo ganhou medalha de prata no Concours Mondial de Bruxelles.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Apresenta coloração rubi com tons violáceos. Este Merlot tem aroma frutado de ameixas secas. Apresenta corpo médio, com entrada de boca elegante e redonda, explodindo logo mais em frescor e acidez vibrante. Bem estruturado, apresenta sabores de frutas vermelhas com sutil carvalho, tendo acabamento generoso e persistente, com um final levemente condimentado. Os taninos macios e aveludados são sua principal característica. Cerca de 60% deste vinho foi envelhecido em barricas de carvalho durante 18 meses. Boa harmonização com paellas, bacalhau, rosbifes, pizzas, pratos com cogumelos, patês, escargot, fondue de queijo, grelhados, aves e queijos variados.

ENVELHECIMENTO: Pode ser adegado por bem mais que uma década.

Cordilheira de Sant’Ana
Reserva dos Pampas Tinto

SAFRA: 2011 – 375 ml e 187 ml
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Tinto, 68% Cab Sauv, 26% Tannat, 6% Merlot
ÁLCOOL: 12,8%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Vinho com aroma intenso, com notas vegetais e de frutas vermelhas, além da baunilha originária dos barris de carvalho em que foi envelhecido por doze meses. É macio, bem arredondado, porém com boa estrutura tânica. Harmoniza com carne vermelha, cordeiro, frango grelhado, pizzas condimentadas, massas com molhos fortes e risotos. Excelente para servir com queijos Brie, Cheddar e Roquefort.

ENVELHECIMENTO: Devido a boa estrutura, pode ser adegado por longos anos.

Cordilheira de Sant’Ana
Reserva dos Pampas Branco

SAFRA: 2017 – 750 ml e 187 ml
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Branco, 67% Sauvignon Blanc, 23% Chardonnay e 10% Gewurztraminer
ÁLCOOL: 13,0%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos. Este vinho é resultante de um corte de três uvas, que são colhidas quando cada uma se encontra em perfeito estado de maturação, garantindo o equilíbrio do vinho ao final da fermentação, que ocorre em tanques de aço inoxidável à temperatura controlada de 14 a 17 ºC por aproximadamente 24 dias.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Vinho de aroma complexo, que mistura o herbáceo do Sauvignon Blanc ao frutado do Chardonnay, além das especiarias e da lichia do Gewurztraminer, o que o torna único. O sabor, personalíssimo, parece que contém qualquer especiaria mágica. É agradavelmente balanceado, refrescante, cheio de espírito. Delicioso para aperitivos, carnes brancas, aves frias, rãs, peixes, ostras cruas, tortas salgadas diversas, saladas, massas com molho de peixe ou frutos do mar, caviar e queijos de cabra, de massa fresca, Gruyere e outros.

ENVELHECIMENTO: Com boa estrutura para adegagem de seis anos.

Cordilheira de Sant’Ana
Chardonnay

SAFRA: 2016
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Branco, 100% Chardonnay
ÁLCOOL: 12,7%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Apresenta coloração dourada. Este Chardonnay é um vinho complexo: uma mistura de aromas intensos de frutas maduras com mel de laranjeiras, bala toffe e baunilha torrada, obtido através da fermentação em barris de carvalho francês. Na boca é denso, quase oleoso, longo e elegante. Sua estrutura é tão firme e complexa que chega ao final com abacaxi em calda no retrogosto. Vinificação: corte de 39% fermentado em barril de carvalho francês, ficando “sur lie” por 12 meses com 61 % fermentado em tanque de aço inoxidável a temperatura controlada de 14 a 16 ºC durante 20 dias. Harmoniza com lagostas, camarões, ostras, caviar, salmão defumado, bacalhau, todos os peixes, faisão, vitelas, carnes frias, frutas frescas e canapés finos. Valoriza ainda a degustação de queijos como Brie, Camembert e Gruyère.

ENVELHECIMENTO: Guarda de cerca de oito anos.

Cordilheira de Sant’Ana Gewurztraminer

SAFRA: 2018
REGIÃO: Palomas – Campanha Gaúcha
TIPO: Vinho Branco, 100% Gewurztraminer
ÁLCOOL: 12,7%

HISTÓRICO: Cordilheira de Sant’Ana é uma Adega Regional de Vinhos Finos porque elabora vinhos exclusivamente de uvas viníferas de seu próprio vinhedo, que tem 24 hectares de área plantada. Foi fundada em 1999 e os proprietários são o casal de enólogos Rosana Wagner e Gladistão Omizzolo. A vinícola, localizada no Paralelo 31º Latitude Sul, é reconhecida como produtora de rótulos de excepcional qualidade, que são o reflexo do terroir onde são produzidos.

NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: Apresenta coloração verde-palha. No aroma é inconfundível: uma mistura exótica de especiarias e pétalas de rosas. O sabor, exclusivo e intenso lembra a lichia, evoluindo para o mel e compota de frutas. Seu frescor enche a boca. Tem corpo
médio e boa acidez, traduzindo um final longo e delicado. Harmoniza bem com lagostas, camarões, ostras gratinadas, caviar, salmão defumado, bacalhau, todos os peixes, faisão, vitelas, carnes frias e canapés finos. Valoriza ainda a degustação de queijos como Brie, Camembert e Gruyère.

ENVELHECIMENTO: Pode ser adegado por seis anos.