Namaqua – Olifants River

Namaqua

Entre os produtores do Novo Mundo, a África do Sul foi o primeiro a elaborar vinhos, começando em 1660. Uma cooperativa com espírito de inovação, a vinícola Namaqua encontra-se no coração da região geográfica de Matzikama. Os vinhos são o resultado de uma diversa e contrastante região climática, paisagem de extremos, com uma infinidade de microcosmos muito resistentes e, ao mesmo tempo, bem frágeis. As instalações da vinícola ficam na cidade de Vredendal , às margens do rio Olifants, artéria que alimenta essa paisagem muitas vezes implacável. As videiras crescem numa terra árida, com escasso índice pluviométrico anual de 165mm e controlada microirrigação para obter o máximo das uvas. Estas condições, aliadas ao rigoroso escrutínio dos enólogos, mantêm longe as doenças e pestes, com mínimo tratamento químico. As variedades mais delicadas são plantadas perto da costa para aproveitar a brisa gelada do Atlântico Sul que sopra todas as tardes. Técnicas de manejo de folhagem foram implantadas para proteger as frutas do forte sol e, ao mesmo tempo, atingirem o nível de maturação desejada. A colheita, manual e mecanizada, é feita de madrugada, das duas às cinco horas, iniciando no final de janeiro até fins de março, quando a temperatura passa dos 40°C durante o dia e cai para 15°C à noite.